Melhor idade: conheça 9 exercícios físicos indicados para idosos

Os exercícios físicos oferecem melhor qualidade de vida aos idosos, pois aliviam sintomas de doenças comuns na terceira idade e promovem a interação social dos mais velhos


A prática regular de exercícios físicos melhora a qualidade de vida dos idosos. Foto: Pinterest

O envelhecimento saudável começa desde a juventude, com uma boa alimentação e prática regular de exercícios físicos. Exercitar-se regularmente proporciona vários benefícios à saúde, como a redução dos níveis de gordura corporal, aumento de massa muscular, redução dos triglicerídeos, equilíbrio da pressão arterial, aumento do colesterol bom (HDL), melhor circulação sanguínea, prevenção de doenças cardíacas, entre muitos outros.


Mesmo que você não tenha praticado atividades físicas na juventude, saiba que nunca é tarde demais para começar a cuidar da saúde. Na terceira idade também é possível adotar um padrão de vida saudável e começar a se exercitar.

Os exercícios físicos oferecem melhor qualidade de vida aos idosos aliviando os sintomas da artrite, melhorando os níveis de glicose no sangue, fortalecendo o tônus muscular, diminuindo os riscos de derrame cerebral e aliviando o estresse. A prática regular de exercícios físicos também promove a interação social do idoso, afastando os riscos de depressão na terceira idade e fazendo com que o mais velho seja mais independente.


Mas engana-se quem pensa que apenas atividades físicas como hidroginástica e pilates são recomendadas para idosos. O mais velho pode praticar exercícios como lutas, esportes de quadra e até mesmo participar de competições na modalidade escolhida. Tudo depende de conhecer as limitações físicas do seu corpo, de orientação médica e do acompanhamento de um bom profissional de educação física.


Veja a seguir uma lista com 9 exercícios físicos mais indicados para idosos:


1) Natação:


A natação é a atividade física mais completa que existe. Exercitar-se na água melhora o condicionamento físico do idoso, com baixo risco de lesão muscular.


A natação também oferece vários outros benefícios à saúde do público 60+, como fortalecimento da musculatura cardíaca, controle de peso, redução do risco de diabetes, alívio das dores provocadas pela artrite/artrose, melhoria dos sintomas da asma e de outras doenças respiratórias como a rinite e a bronquite.


2) Hidroginástica:


Como o próprio nome sugere, a hidroginástica é a ginástica feita dentro da água, com o objetivo de aumentar o tônus muscular e o condicionamento físico do indivíduo.


Diferentemente da natação, que é uma atividade predominantemente aeróbica, a hidroginástica é uma atividade mais localizada, focada em fortalecimento muscular e melhoria da coordenação motora do idoso.


3) Musculação:


Não, você não leu errado! A musculação é uma atividade física recomendada para o público da terceira idade sim! Por se tratar de um exercício físico adaptável, ele pode facilmente ser moldado de acordo com as necessidades físicas do idoso.


Além disso, os halteres são divididos conforme o peso e os vários aparelhos de musculação permitem que o exercício seja direcionado para partes específicas do corpo. Dessa forma, pode-se tratar uma possível lesão em um membro inferior ou superior de forma separada.


Cabe ressaltar que a atividade de musculação deve ser acompanhada por um profissional de educação física experiente.


4) Dança:


A dança é uma atividade física altamente recomendada para todas as idades, mas é na terceira idade que os seus benefícios podem ser desfrutados de forma mais intensa.


Dançar permite que o idoso trabalhe a coordenação motora e a memória, pois é preciso que o mais velho memorize as coreografias. Além disso, dançar na terceira idade permite que o idoso socialize com outras pessoas, contribuindo para reduzir os níveis de estresse e para a melhoria da autoestima do indivíduo, o que acaba afastando os riscos de depressão.


5) Caminhada:


A caminhada é uma atividade física aeróbica, ideal para idosos que estão acima do peso.


Além de reduzir o volume de gordura no corpo, a caminhada trabalha o fortalecimento muscular, a respiração e a coordenação motora do praticante da modalidade física. A caminhada também proporciona uma sensação de bem-estar ao idoso, além de permitir que ele interaja socialmente com outras pessoas.


A vantagem da caminhada é que ela pode ser incorporada facilmente no dia a dia de idosos sedentários, ou seja, aqueles que não estão acostumados com a prática regular de exercícios físicos. Para tal, é importante que o idoso comece caminhando por trajetos curtos e vá aumentando o percurso gradativamente, até atingir de 30 a 60 minutos três vezes na semana.


Além das observações acima, o idoso deve caminhar com um tênis apropriado e manter a postura ereta, para evitar possíveis lesões.


6) Andar de bicicleta:


Andar de bicicleta trabalha o fortalecimento muscular dos membros inferiores do idoso, como quadris, coxas e panturrilhas. Além disso, a atividade física fortalece as articulações dos joelhos e tornozelos, aliviando as dores provocadas pela artrite.


É importante que o idoso ande de bicicleta com equipamentos de proteção, como luvas, capacetes e joelheiras e em casos de usar a bicicleta com meio de transporte, que obedeça às leis de trânsito do país.


7) Alongamento muscular:


O alongamento é composto por vários exercícios que possuem como objetivo principal a melhoria da flexibilidade muscular e da circulação sanguínea do indivíduo.


O alongamento proporciona que os idosos realizem melhor suas atividades diárias, pois diminui a rigidez das articulações e melhora a amplitude dos movimentos, melhorando todo o funcionamento do corpo.


Com o alongamento, varrer a casa, estender roupas no varal, guardar utensílios nos armários e até mesmo cozinhar ficam mais fáceis para os idosos.


8) Pilates:


O Pilates é uma atividade física que estimula a circulação sanguínea do idoso, aumenta sua flexibilidade muscular e melhora a sua postura.


Por ser uma atividade que usa exercícios de alongamento por meio de aparelhos e acessórios, o Pilates também contribui para aliviar as dores nas articulações.


9) Yoga:


A Yoga é uma atividade física que combina exercícios de força com os de equilíbrio, tornando o corpo do idoso mais flexível. Além da flexibilidade muscular, a Yoga também trabalha a postura do mais velho e se traduz em uma atividade que alivia os níveis de estresse, reduz quadros de hipertensão e melhora o humor do idoso.




Como podemos observar, vários são os exercícios físicos recomendados para idosos. Para conhecer a atividade adequada a sua idade e limitação física, um médico deverá ser consultado.





E você, já se exercitou hoje?

33 visualizações